COMO A RESISTÊNCIA À INSULINA SE TORNA SÍNDROME METABÓLICA

COMO A RESISTÊNCIA À INSULINA SE TORNA SÍNDROME METABÓLICA

Você não precisa ser obeso para ter síndrome metabólica. Até porque 40% dos adultos com peso normal possuem! A obesidade é um marcador para síndrome metabólica, mas não é o único, não é a causa. Que ela esteja em pessoas gordas ou não, uma coisa com que todos concordam é que a resistência à insulina é o início da síndrome metabólica. E pessoas magras também podem ser resistentes à insulina. Mas como? E quando? E por que o corpo se torna resistente à insulina?

Aqui está um esquema pela qual a Síndrome Metabólica ocorre:

1- A síndrome metabólica começa quando seu corpo acumula energia, estocando no fígado e tecido adiposo visceral. Isso torna o fígado resistente à insulina, o que começa a disfunção metabólica, uma cascata de efeitos que danifica cada órgão do corpo.

2- A resistência à insulina do fígado faz com que ele transporte energia de forma imprópria. O pâncreas responde aumentando a liberação de insulina. Isso causa hiperinsulinemia, que por sua vez causa mais deposição de gordura no tecido adiposo subcutâneo levando ao ganho de peso e obesidade.

3- O fígado tenta exportar o excesso de gordura como triglicerídeos para ser estocado no tecido adiposo subcutâneo. Os níveis de lipídeos no sangue aumentam levando a dislipidemia, um dos fatores de risco da doença.

4- A alta taxa de insulina age na musculatura lisa que envolve os vasos sanguíneos fazendo com que cresçam mais rápido do que o normal, levando a hipertensão.

5- A combinação de resistência à insulina, problemas com lipídeos e hipertensão ataca todo o corpo. Isso promove doenças cardiovasculares que podem resultar em infarto e derrame.

6- A gordura no fígado causa inflamação, o que leva a mais resistência à insulina. Eventualmente o fígado pode desenvolver em esteatose hepática que pode progredir para cirrose.

7- A resistência à insulina e hiperinsulinemia nas mulheres podem levar os ovários a produzir mais testosterona e reduzir o estrogênio. Isso resulta em ovários micropolicísticos e infertilidade.

8- Na medida que a resistência à insulina no fígado piora e a taxa de gordura aumenta, o pâncreas fabrica mais insulina. As células beta não conseguem atingir os requisitos e isso leva a insuficiência de insulina. Quando elas falham (e irão), você tem diabetes tipo 2

9- Insulina é um dos hormônios que está associado ao desenvolvimento e crescimento de várias formas de câncer.

10- Existem evidências, mas nada comprovado, de que a resistência a insulina pode causar demência.

Assistam ao Importante Vídeo (Clique para assistir):

“4 DICAS DO DR. ROBERT LUSTING”

1. Retire as bebidas açucaradas da sua casa, incluindo sucos de frutas em caixa.

2. Reduza a insulina ingerindo menos carboidratos refinados.

3. Mastigue bem e espere 20 min. antes de repetir o prato.

4. Exercite-se, passe menos tempo diante da televisão e internet (ensine as criança pelo exemplo)

 

Dr. Robert Lustig

Médico Endocrinologista

Professor da Universidade da California em São Francisco – UCSF

(Traduzido por Henrique Autran. Revisado e adaptado por David Menezes)

fonte: http://henriqueautran.tumblr.com/post/50007044586/como-a-resistencia-a-insulina-se-torna-sindrome

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: