Resumo Prefácio e Introdução, livro “Vitamina D” do Dr.Michael Holick

Segue abaixo um trecho retirado do livro: “Vitamina D – Como um tratamento tão simples pode reverter doenças tão importantes“, Prefácio e Introdução:

VITAMINA D

Prefácio

”O livro estabelece novos padrões de saúde e bem-estar que, acredito, mudarão o perfil da medicina que conhecemos. Este guia ajuda a entender por que a vitamina D é tão essencial para a saúde de um modo geral e mostra como podemos colher seus benefícios com uma prescrição de três passos que qualquer pessoa é capaz de seguir. Desde a identificação da forma ativa de vitamina D no corpo humano, há quase trinta anos, o meu amigo e colega Dr.Michael F. Holick lidera as pesquisas sobre a vitamina D e tem sido o pioneiro em vários estudos que associam uma ampla variedade de doenças, que atingem quase 200 milhões de americanos, a um único fator de risco comum – a deficiência de vitamina D.

(…) Diferentemente da crença popular, a vitamina D não está relacionada apenas ao fortalecimento dos ossos, distinguindo-se de todas as outras vitaminas. Na verdade, a vitamina D é um hormônio que desempenha um papel central no metabolismo e, também nas funções musculares, imunológicas e neurológicas, assim como na regulação da inflamação.

(…) A necessidade da luz do sol para a sobrevivência humana é um fato bem documentado, mas passamos por uma verdadeira lavagem cerebral e fomos condicionados a acreditar que a exposição à luz solar é maléfica. Isso é lastimável e incorreto.

(…) Este livro é um guia prático para a manutenção da boa saúde. Conforme prescrito pelo Dr. Holick, eu tomo diariamente meu suplemento de vitamina D e me exponho, sem proteção e moderadamente, à luz do sol enquanto pratico natação na minha piscina. Depois de ler este livro, tenho certeza, você fará o mesmo.”

Dr.Andrew Weil

Introdução

”(…) Se eu tivesse que dar a receita de um único ingrediente secreto para uso na prevenção – e, em muitos casos, no tratamento – das doenças cardíacas, dos cânceres mais comuns, dos acidentes vasculares cerebrais, das doenças infecciosas desde a gripe até a tuberculose, do diabetes dos tipos 1 e 2, da demência, da depressão, da insônia, da fraqueza muscular, da dor nas articulações, da fibromialgia, da osteoartrite, da artrite reumatóide, da osteoporose, da psoríase, da esclerose múltipla e da hipertensão, o ingrediente seria: a vitamina D.

Surpreso? Na verdade, inicialmente, devo esclarecer que sofremos de uma deficiência séria dessa vitamina que ameaça a nossa existência e longevidade. (…) Esta não é somente a deficiência nutricional mais comum no mundo, como também a condição médica mais frequente, afetando pelo menos 1 bilhão de pessoas.

(…) Nas áreas próximas à linha do Equador – na África do Sul, na Arábia Saudita, na Índia, na Austrália, no Brasil, ou no México, por exemplo – estima-se que de 30 a 80% das crianças e dos adultos que se expõem pouco ao sol sofram de deficiência ou de insuficiência de vitamina D.

Atualmente, 75% dos americanos têm deficiência de vitamina D, contra 50% em relação a vinte anos atrás.

A pergunta é: O que está acontecendo e o que podemos fazer? Como pode uma única vitamina estar associada a tantas condições médicas?

(…) Dentre os objetivos desta obra está o de enfatizar a importância da vitamina D (que, na verdade é um hormônio) para as nossas vidas e, assim motivar os leitores a usufruir das recompensas que um nível saudável de vitamina D pode oferecer.

(…) Do mesmo modo, não é correto pensar que os alimentos e os polivitamínicos forneçam níveis suficientes de vitamina D.

(…) A importância da vitamina D me interessa há mais de três décadas. Durante meus estudos na faculdade de medicina e ao longo do programa de doutorado na Universidade de Wisconsin, na cidade de Madison, Estados Unidos, na década de 1970, ainda não se sabia que a vitamina D precisa ser ativada no fígado e nos rins antes de se tornar disponível para uso no corpo. Durante o programa, sob a tutela do promissor professor Dr.Hector DeLuca, fui responsável pelo isolamento e pela identificação da principal forma de vitamina D circulante em humanos e da forma ativa produzida pelos rins. (…) Na faculdade de medicina, meu companheiro de quarto e eu produzimos quimicamente a forma ativa da vitamina D em um tubo de ensaio e a administramos a pacientes que se tornaram cadeirantes em decorrência de insuficiência renal associada à doença óssea. Os pacientes voltaram a andar. Essa foi a minha introdução à aplicação prática da pesquisa sobre vitamina D e, desde então, trabalho na área.

(…) As minhas contribuições para os campos da bioquímica, fisiologia, fotobiologia e metabolismo da vitamina D são inúmeras.

(…) Continuo a pesquisar e já publiquei mais de trezentos artigos científicos em revistas médicas importantes…

(…) Em 2009, recebi o Prêmio de Pesquisa de Saúde do Instituto Linus Pauling e o Prêmio Nutrição da DSM por minhas contribuições para a área.

ENTÃO, VITAMINA D POR QUÊ?

(…) Níveis adequados de vitamina D podem aumentar a fertilidade, proteger a gravidez, reduzir inflamações, ajudar a controlar o peso corporal, proteger contra doenças infecciosas, tais como a gripe e a tuberculose, prevenir o acidente vascular cerebral e a demência, potencializar o sistema imunológico e a memória e manter a força muscular. Tudo isso significa que a vitamina D pode ser o segredo antienvelhecimento mais desvalorizado e incompreendido da atualidade.

(…) Frequentemente, respondo as perguntas sobre deficiência de vitamina D vindas de instituições famosas, como a NASA e o Zoológico Nacional de Washington, e oriento as pessoas que lá trabalham sobre como identificar segura e confiavelmente os problemas nessa área. Ajudei, até mesmo, no desenvolvimento de um projeto de iluminação que replica a luz solar nas jaulas para répteis e presto consultoria a funcionários de zoológicos sobre como agir para manter os animais que dependem da vitamina D saudáveis e férteis. Afinal, a questão é de vida ou morte.

E pode ser uma questão de vida ou morte para todos. Portanto, vire a página a assuma o controle da sua saúde de um jeito que você nunca havia pensado antes. Esqueça seus preconceitos sobre o sol e a vitamina D e abra sua mente para uma nova perspectiva. Isso poderá mudar a sua saúde e sua vida drasticamente.”

Retirado do livro: “Vitamina D”, 2012 – Editora Fundamento, de Michael F. Holick [Comprar o livro]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: