Chá-verde: Bem-estar para o corpo todo

O chá verde é conhecido na China, há mais de 4.000 anos, como um poderoso aliado à boa saúde.
Mas somente nas últimas décadas os cientistas começaram a explicar como ele atua nos mais diversos sistemas do nosso organismo.
É chamado de verde porque as folhas da erva sofrem pouca oxidação durante o processamento, o que não acontece com as folhas do chá preto.
Algumas outras ervas são vendidas sob título de chá verde, porém o verdadeiro chá verde é feito a partir da folha do arbusto Camellia Sinensis.
Também conhecido como Banchá, ele é rico em polifenóis ou flavonóides, substâncias que possuem ação antioxidante (anti-radicais livres) superior a qualquer outro antioxidante natural conhecido.
De acordo com uma pesquisa da Universidade de Tohoku, no Japão, publicada recentemente no The Journal of the American Medical Association (JAMA), o chá verde – além de ser rico em manganês, potássio, ácido fólico e em vitaminas C, K, B1 e B2 – é uma boa fonte de tanino. Segundo eles, o consumo diário deste chá, associado a uma alimentação saudável e atividade física regularmente, é excelente para a saúde do organismo.
Aumentar a ingestão de líquidos, na forma de água pura ou chás, é um dos pilares de sustentação de qualquer programa de controle de peso baseado na ciência. Isso ocorre porque uma das maiores dificuldades de quem quer ter um peso saudável são os picos de fome entre as refeições. Tomar uma bebida refrescante, sem adição de açúcar, no meio da manhã ou da tarde, de preferência acompanhando um lanche nutritivo e saudável (frutas, barras de proteína ou sopas), evita que o indivíduo tenha a sensação de estômago vazio, prevenindo uma compulsão alimentar.
Além disso, aumentar a ingestão diária de líquidos é uma medida excelente para melhorar a saúde dos intestinos, rins e pele. Por falar em pele, há muito tempo já conhecemos os efeitos benéficos dos antioxidantes na proteção das células da epiderme, melhorando a circulação e ajudando a prevenir o envelhecimento precoce da cútis.
A novidade é que pesquisadores da Universidade de Nova Jersey descobriram que o chá verde na forma de creme melhora o sistema de defesa das células da pele contra os raios ultravioleta do tipo B.
Eles demonstraram que a aplicação de extrato de chá verde na pele de humanos 30 minutos antes da exposição à radiação ultravioleta reduziu significativamente o eritema (ou “vermelhão”), além de diminuir a formação de radicais livres e células inflamatórias. Ao reduzirmos a inflamação causada por essa radiação, aumentamos a proteção contra o câncer de pele.
O tanino presente nesta planta possui propriedades anti-sépticas e adstringentes, podendo ser indicada para limpeza de peles oleosas, especialmente do couro cabeludo.
A cada dia aparecem mais estudos demonstrando os benefícios do chá verde, tanto quando ingerido como aplicado na pele. É a Ciência da nutrição trazendo bem-estar para todo o nosso organismo.

Autor: Dr. Nataniel Viuniski, Médico Nutrólogo especialista em obesidade.

Fonte: Revista Today, edição 102 setembro/2007.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: